sábado, 13 de setembro de 2014

Kolomna: uma pequena cidade que vai te surpreender

Olá leitores, como vão as coisas? Espero que esteja tudo bem. No post de hoje vou falar de uma pequena cidade, na região de Moscou que poucas pessoas conhecem no Brasil, mas que vale muito a pena visitar. Ela se chama Kolomna (Коломна - pronuncia-se Kalôm-na) e é uma cidade bem antiga, fundada em 1177.

Você pode chegar à Kolomna vindo de Moscou de três maneiras: de carro, de trem ou de ônibus. Se você vai de carro, venha pela estrada de Moscou. Quando chegar perto da cidade, você passará por uma ponte. Do outro lado da ponte, do seu lado esquerdo, você verá o Kremlin da cidade. Vindo de trem, você desce na estação Golutvin (Голутвин) e pega um táxi que te leva ao centro antigo da cidade. O ônibus para no mesmo lugar. Eu recomendo ir de trem que é a maneira mais fácil e não tem transito, vindo de Moscou.

Kremlin de Kolomna
Uma vez em Kolomna, não deixe de visitar, claro, o centro antigo. A principal atração da cidade é o Kremlin, que era uma fortaleza construída em todas as cidades antigas da Rússia e que servia para proteção contra as invasões de outros povos, especialmente dos tártaros (mongóis). Os muros do Kremlin de Kolomna eram muito mais espessos do que são atualmente. Hoje restam apenas duas fileiras de tijolos na construção. Mas antes ele era muito maior. Guerreiros andavam a cavalo no topo do Kremlin e ele comportava um grande numero de combatentes. Além disso, ao redor do Kremlin havia um fosso muito profundo, para proteger contra os invasores. Haviam também aberturas no topo do muro feitas de maneira a possibilitar atirar flechas e óleo fervente nos inimigos. O Kremlin de Kolomna é considerado um dos mais bonitos na Rússia. Em concursos ou votações públicas, ele sempre é escolhido como um dos mais bonitos e um dos símbolos principais da Rússia.
Ulitsa (rua) Lazhechnikova
Na parte de trás do Kremlin há uma rua chamada ulitsa Lazhechnikova (Улица Лажечниковa). Ao andar por essa rua, você certamente vai sentir como se o tempo tivesse parado e você voltasse à Rússia do tempo dos czares. Tudo é muito limpo, organizado e bem conservado. As casas antigas parecem muito novas. Há um grande monastério no estilo ortodoxo, com cúpulas douradas na construção maior e azuis com estrelas no anexo (uma pequena capela). As mulheres só podem entrar se colocarem um véu na cabeça, mas ele é fornecido na entrada. Se não está de saia abaixo dos joelhos ou está de calça, também te emprestam uma saia improvisada para você usar por cima da sua roupa. Em todas as igrejas da Rússia, no mínimo o véu é exigido à entrada. Ainda andando pela ulitsa Lazhechnikova, você vê lojas de recordações, todas funcionando em prédios antigos. Os preços lá são muito mais amigáveis que em Moscou ou São Petersburgo, por exemplo. Ao final da rua existe uma espécie de mirante, de onde é possível admirar o rio Moskva. Nessa rua, também tem um homem contratado para se vestir como o guarda de vários períodos da Rússia. Você pode chegar e vê-lo vestido ao estilo da guarda de Ivã, o Terrível. Às vezes ele está vestido no estilo de outros czares. Em alguma outra oportunidade, ele pode estar vestido como os guardas soviéticos. Uma atração a parte. 

Transporte público na Rússia antes do ônibus
Muitas casas na parte antiga de Kolomna continuam sendo habitadas por pessoas normais. O mesmo não acontece em Moscou por exemplo, onde as casas mais antigas no centro velho da cidade já não têm mais moradores, apenas escritórios, bancos etc. Deixar as pessoas vivendo normalmente nesses lugares faz você se sentir realmente naqueles tempos antigos. Afinal, são pessoas de verdade vivendo nas casas. A qualquer momento você pode ver uma babushka (velhinha) saindo de uma casa e indo comprar pão, ou esperando os netos voltarem da escola, etc. Coisa muito legal de se acompanhar

Museu de pastilá em Kolomna
Kolomna é bastante conhecida na Rússia por produzir um doce muito tradicional, a pastilá (пастила), que é um retângulo feito de frutas, Ele é fofo, doce, mas não demais e tem cheiro de frutas. Você pode comprar pastilá nessa rua Lazhechnikova ou em um museu na cidade dedicado a contar a história desse doce. Você pode ler mais a respeito do doce e do museu no blog da minha esposa. A pastilá que comprei na Lazhechnikova era muito boa. Muito mais gostosa que as industrializadas. Então, quando estiver andando por lá, não deixe de conferir. Outra coisa que recomendo comer nessa rua são os pirozhki (пирожки), um bolinho assado com recheio (gostei muito do de verduras). Tudo de ótima qualidade.

Além dessas atrações, Kolomna também conta com uma parte mais moderna e desenvolvida. Há ali também uma faculdade de pedagogia.  Como várias cidades, nos tempos soviéticos o lugar se desenvolveu muito, principalmente em torno de uma fábrica de trens que foi instalada na cidade. Há inclusive um monumento à fabrica: uma Maria Fumaça original, parada numa rua da cidade.

Para finalizar, um fato curioso: em Kolomna há um shopping center chamado Rio. E não é como um rio normal, que em russo é chamado reka (река), mas como o nome da cidade brasileira Rio de Janeiro. Em russo, Rio significa apenas Rio de Janeiro e o shopping foi batizado com essa intenção.

No momento é isso amigos. Qualquer duvida ou comentário, basta escrever aqui abaixo. Até a próxima.



5 comentários:

  1. Estou adorando os posts aí da Rússia, parece ser um lugar muito interessante para se visitar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Bianca. Sim, é um lugar muito interessante de se visitar. Tenho certeza que não se arrependerá se escolher a Rússia como destino da sua próxima viagem internacional. Obrigado pela visita!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Tem mais ainda por vir jovem. Obrigado pela visita!

      Excluir
  3. Obrigado pelas informações, mês que vem pretendo ir la pois existe uma área de paraquedismo =)

    ResponderExcluir

Antes de comentar, é preciso saber que existem algumas regras por aqui:
1 - os comentários sempre são moderados. Se escrever uma vez e parecer que deu erro, não deu não.
2 - se for perguntar algo, verifique se sua pergunta tem a ver com a postagem onde vai comentar. Se não tiver, o comentário será ignorado.
3 - se pensa em pedir alguma ajuda para imigrar para a Rússia (quase todos os dias recebo esse tipo de mensagem), nem perca seu tempo.
4 - seja educado. Afinal de contas, dizer "olá" e "obrigado" não custa nada.
5 - quer dar alguma sugestão para postagem? Inscreva-se no blog primeiro. Assim os dois se ajudam.

Se conseguir observar tudo isso acima (e não é difícil, convenhamos), seu comentário é muito bem-vindo.