sábado, 6 de setembro de 2014

Voskresensk: uma cidade na região de Moscou

Olá! Aqui vamos nós com mais uma postagem. Hoje falaremos sobre uma cidade onde fiquei por 5 dias e que pouca gente no Brasil conhece chamada Voskresensk.

Parque da Cidade (Krivyakino) no outono
Voskresensk é uma cidade que fica a mais ou menos 80 km ao sudeste de Moscou. É uma cidade bastante recente, quando falamos da Rússia. Em 1862 foi construída uma estação de trem no loca como parte da linha Moscou - Riazan. Por conta disso, foram chegando pessoas e construindo mais e mais casas. Entretanto, apenas em 1938 foi oficialmente fundada a cidade, que cresceu ao longo dos anos em torno de uma fábrica de produtos químicos do governo que foi erguida ali. Segundo o censo oficial, hoje a cidade conta com cerca de 90 mil habitantes.
O nome da cidade, que as pessoas que falam russo podem relacionar com a palavra domingo (Voskresen'e -  Воскресeнье), mas na verdade vem da palavra Ressurreição (Voskresenie - Воскресение) por causa da igreja da Ressurreição de Cristo, fundada quando as primeiras casas foram construídas ao longo da linha. Mas, por ironia, a cidade foi fundada, cresceu e hoje em dia conta com prédios apenas do período soviético (ou após ele), quando a religião não era vista com bons olhos.

A tal passarela que caiu
Em Voskresensk você pode visitar o parque e solar Krivyakino. Ele era um parque muito grande antigamente, com cisnes nos lagos, cervos e esquilos, e que contava com estufas com flores exóticas e laranjeiras, tudo parte do solar. Hoje o parque está menor, os animais desapareceram e as estufas só produzem verduras para o comércio. O que restou foram umas árvores bem antigas, anteriores ao tempo da União Soviética. Mesmo assim continua um parque bastante interessante. Escrevi sobre ele e você pode ler meu post sobre o solar Krivyakino.

O parque termina às margens do rio Moskva, que corta a cidade ao meio. Existe uma passarela bem longa que passa sobre o rio, mas, há mais ou menos uns 25 anos essa passarela caiu e algumas pessoas morreram. Mas caiu por quê? Por causa de uma loja, que ficava ao lado da margem. Ela teria de ser derrubada para fazer a passarela, mas quiseram "dar um jeitinho" e dar uma volta na loja para que fizessem o começo/final da passarela. Depois de algum tempo, por falta de estabilidade, ela caiu. A loja já não existe mais e a passarela foi reconstruída, mas quando você está no meio dela, é possível senti-la balançar. Ela não está nas condições ideais, mas não parece que vai cair de novo.

Memorial às vítimas e aos heróis da Segunda Guerra Mundial
Existe também bem perto do centro da cidade um memorial a todos os habitantes da cidade que lutaram e perderam a vida na Segunda Guerra Mundial, com seus nomes escritos em lápides ao longo do memorial (o nome do bisavô da minha esposa está lá). Lá é sempre possível encontrar flores e o monumento do fogo eterno em memória às vítimas da guerra.

No mais, ela parece uma pequena cidade normal, com mercados, farmácias, um pequeno shopping center, uma feira livre que funciona todos os dias. A grande maioria das pessoas vivem em prédios, quase todos construídos no período soviético. Muitos deles têm 9 andares, mas alguns são maiores. No centro, como existem prédios mais antigos, eles geralmente têm entre 3 e 5 andares. A diferença para cidades do Brasil e que ela é melhor planejada e organizada, com ruas retas, largas e planas, mais árvores e mais espaço entre os prédios, que não têm cercas, portaria ou coisas assim.

Marshrutka em frente ao primeiro chopping de Voskresensk
Para terminar, uma coisa que vi em Voskresensk e me lembrou uma coisa que já não via há mais de dez anos em São Paulo são as "marshrutkas", ou, como conhecíamos em SP, as "peruas". Para mais informações sobre essa forma de transporte, leia o artigo sobre transporte público na Rússia. Só para completar, eu pegava a marshrutka para a estação para ir para Moscou sempre nesse ponto aonde a foto ao lado foi tirada.

No momento é isso. Logo volto para falar mais dos transportes na Rússia, que foi uma coisa que me surpreendeu bastante. Até mais.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, é preciso saber que existem algumas regras por aqui:
1 - os comentários sempre são moderados. Se escrever uma vez e parecer que deu erro, não deu não.
2 - se for perguntar algo, verifique se sua pergunta tem a ver com a postagem onde vai comentar. Se não tiver, o comentário será ignorado.
3 - se pensa em pedir alguma ajuda para imigrar para a Rússia (quase todos os dias recebo esse tipo de mensagem), nem perca seu tempo.
4 - seja educado. Afinal de contas, dizer "olá" e "obrigado" não custa nada.
5 - quer dar alguma sugestão para postagem? Inscreva-se no blog primeiro. Assim os dois se ajudam.

Se conseguir observar tudo isso acima (e não é difícil, convenhamos), seu comentário é muito bem-vindo.