domingo, 21 de junho de 2015

Ramenskoye: mais que uma mera cidade-dormitório

Olá amigos. Na região da grande Moscou existe uma cidade que parece desinteressante, mas ela possui umas coisas legais de se ver. Ela se chama Ramenskoye.

Plataforma da estação Ramenskoye
Ramenskoye (Раменское) fica, como já disse, na região da grande Moscou, saindo da cidade pelo sudeste. Ela dista mais ou menos 40 quilômetros da capital do país e tem cerca de 140 mil habitantes. Seu nome vem da antiga palavra eslava "раменье" (ramenye), que significa "a beira do bosque". Pode-se chegar lá de carro ou trem (talvez de ônibus também, mas não sei como). Ela é conhecida na região apenas como uma cidade-dormitório, onde as pessoas só vão para dormir, já que os empregos estão (quase) todos em Moscou e, teoricamente, não tem nada lá além de prédios residenciais e comerciais. Na verdade ela é bem assim mesmo. Mas, depois de pesquisar um pouco, descobrimos algo para ver nesse lugar. Se não fosse isso, provavelmente nem iríamos para essa cidade. Lá você pode ver um museu da técnica militar, dentro do Parque da Cultura e Descanso (nome tradicional de parques nos tempos soviéticos). Além disso, pelas ruas da cidade estão espalhadas estátuas de vários personagens de desenhos animados soviéticos. Além de tudo, durante os tempos sem neve, há esculturas feitas de plantas, normalmente animais, como cavalos, esquilos, elefantes etc. Tudo isso fica relativamente próximo à estação de trem da cidade.
Visão geral do museu da técnica militar
Ir para essa cidade de trem é o melhor dos cenários, porque o parque fica bem pertinho da estação, dá para ir andando (coisa de 10 minutos). O parque é bem bonito, com várias árvores da região e um lago bem cuidado, com uma ciclovia ao redor dele. Andando pelo parque você vai acabar fatalmente encontrando o museu da técnica militar, afinal, o parque não é muito grande. Ele fica próximo a alguns brinquedos para crianças, como gangorras, balanços, escorregadores e outros. E quanto custa para entrar no museu? Nada! As peças ficam a céu aberto e você pode visita-las a qualquer hora. Lá você pode ver tanques, lança-mísseis e outras peças de artilharia, tudo de verdade. No mesmo local está um busto em homenagem ao Marechal Jukov, comandante supremo da forças soviéticas durante a Segunda Guerra Mundial e herói da URSS. Tudo bem interessante, vale a pena ver, se você gosta de história ou de assuntos relacionados a guerra, vai curtir tudo por lá. E não esqueça sua câmera.

Bem ao lado do parque você pode ver duas igrejas, uma menor, de paredes brancas e que estava fechada quando visitamos e uma maior, logo ao lado, de paredes avermelhadas e com cúpulas douradas. Mesmo não seguindo a religião ortodoxa, a maioria das igrejas da Rússia me impressiona pela arquitetura, por isso sempre comento sobre elas.

Vinni Puh, Sova, Pyatachok e Ia-iá em Ramenskoye
Saindo do parque pela avenida Pervomaisky (Проспект Первомайский) que fica ao lado da igreja grande avermelhada e virando à direita na rua Krasnoarmeyskaya (улица Красноармейская), as primeiras esculturas que você vai ver são as do desenho do Vinni Puh (Винни-Пух) e seus amigos. Lá você encontra a coruja Sova (Сова), o burro Iá-iá (Иа-иа), o leitão Pyatachok (Пятачoк) e, claro, o ursinho Vinni Puh, com um pote de mel. Mas eles esqueceram de colocar o coelho Krolik (Кролик)! Uma grande falha da cidade! Mas as estátuas são bem legais e tem um pequenino lago no meio das estátuas. Dá para fazer umas fotos bem legais.

Lobo e coelho do desenho Nu Pogodi
Após deixar as estátuas do Vinni Puh, seguindo pela rua Krasnoarmeyskaya, você chegará ao cruzamento com a rua Gurieva (улица Гуриева). Vire à direita e, depois de uns dois minutos você encontrará as estátuas do desenho Nu Pogodi (Ну Погоди!). Nesse desenho, um lobo está sempre inventando um modo de tentar pegar o coelho para comer. Eles estão em uma praça bem ampla. Do outro lado da rua há uma outra praça, que tem uma fonte bem grande, com estátuas dentro dela e uma passagem dentro dela, mas você não se molha. Na lateral dessa praça da fonte tem um carvalho e, embaixo desse carvalho está postada a estátua de um gato. Existe uma lenda russa antiga sobre um gato que contava histórias e vivia sob um carvalho. Esse gato foi bastante documentado pelo grande poeta russo Alexander Pushkin (Александр Пушкин). E dessa praça você ainda pode ver uns prédios bem coloridos, que também são uma atração da cidade. Tudo muito legal.

Três de Prostokvashino e fonte menor
Ainda continuando pela mesma rua Gurieva você vai chegar até o cruzamento com a rua Mikhalyova (улица Михалёва). Na esquina esquerda tem uma pracinha menor, com uma fonte menor que aquela anterior e lá estão as estátuas do desenho Três de Prostokvashino (Трое из Простоквашино), de um menino que cansa de morar na cidade e se muda para uma casa de campo (chamada Prostokvashino) com seu cachorro, gato e um passarinho. Para ter contato com o mundo exterior, ele recebe cartas dos pais e que são entregues pelo carteiro que vem de bicicleta. Todos estão lá representados. Em um banco estão cachorro, o gato e o pássaro e em frente a esse banco está o carteiro com sua "bike". Esse foi o monumento mais difícil de conseguir uma foto, especialmente o do carteiro. Tivemos que esperar alguns minutos até conseguir fazer a foto dele.

Na esquina direita do cruzamento da Mikhalyova com a Gurieva estão os personagens da animação Cheburashka (Чебурашка). Estão lá o próprio Cheburashka, seu amigo, o crocodilo Guena (Гена), a vilã Shapokliak (Шапокляк) e seu ratinho de estimação Lariska (Лариска). Eles também são bem legais e ficam bem próximo às estátuas dos três de Prostokvashino. Bem na esquina mesmo há um relógio público bem bonito e que também merece ao menos uma foto.

A turma do Cheburashka e um monte de sombras de pessoas
Como você talvez tenha percebido, todo esse trajeto que você fez foi em formato de círculo e, seguindo pela rua Mikhaleva, você vai chegar novamente a estação de trem de Ramenskoye. Se você estiver em Moscou em uma tarde sem nada para fazer e achar que consegue encarar uma viagem de trem e de uns 40 minutos, vale a pena conhecer essas estátuas e o Parque da Cultura e Descanso. Nossas impressões da cidade foram as melhores.

Uma última curiosidade sobre essa cidade é que houve um amistoso entre o time de futebol local, o Saturn Ramenskoye, e o Sport Club Corinthians Paulista, de São Paulo, em 07 de setembro de 2003. A partida foi disputada no Stadion Saturn e vencida pelos russos por 1x0. Ninguém se lembra desse jogo, que só valeu pelo lado financeiro mesmo. Se quiser ler mais à respeito disso, veja a notícia daquela época sobre a partida.

Por enquanto é isso senhoras e senhores. Se quiserem saber algo mais sobre a cidade que eu não tenha mencionado, é só perguntar aqui nos comentários, ok? Até a próxima!



4 comentários:

  1. Olá, Luciano!

    Tive a curiosidade de ver seu canal do Youtube há algum tempo sobre o Cheburashka e seus amigos. Achei bastante interessante a linha de pensamento do desenho e as técnicas de animação.
    O episódio que mais gostei foi o sobre a casa dos amigos, construída em conjunto por animais do zôo...
    Ao que tudo indica, é uma série infantil muito popular na Rússia, já que existem até estátuas dos personagens...
    Uma dúvida. É fora de tópico mas é pertinente. Você e a Natalia estão de férias? E quanto tempo duram as féria escolares na Rússia?
    Desculpe-me pelo off topic, mas, enfim...

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala, Kleber!

      Que bom que gostou dos desenhos. Eu também os acho bem legais. Esse da construção da casa dos amigos, para mim, mostra claramente como todos devemos agir em uma sociedade comunista e tudo mais. Mesmo que as produções sejam de qualidade, acho que é impossível escapar do contexto histórico e político no qual estão inseridas. E sim, todos esses desenhos que viraram estátuas são muito populares na Rússia inteira (e provavelmente nos países vizinhos também). No futuro até creio que vou escrever sobre esses desenhos amis populares por aqui.

      Quanto a sua dúvida, sim, estamos de férias sim. Saímos um pouco mais cedo porque a Natalia precisa trocar o passaporte, mas normalmente o ano letivo russo começa em setembro, tem uma pausa em janeiro, retorna em fevereiro e temrina em maio, e junho é todo dedicado a provas. Então, as férias ocorrem em julho e agosto. Já estou planejando uma postagem sobre isso também, mas já entreguei logo uma das coisas que estarão presentes nele. ))

      Grande abraço da ensolarada Voskresensk, onde faz um calor senegalesco no momento.

      Excluir

Antes de comentar, é preciso saber que existem algumas regras por aqui:
1 - os comentários sempre são moderados. Se escrever uma vez e parecer que deu erro, não deu não.
2 - se for perguntar algo, verifique se sua pergunta tem a ver com a postagem onde vai comentar. Se não tiver, o comentário será ignorado.
3 - se pensa em pedir alguma ajuda para imigrar para a Rússia (quase todos os dias recebo esse tipo de mensagem), nem perca seu tempo.
4 - seja educado. Afinal de contas, dizer "olá" e "obrigado" não custa nada.
5 - quer dar alguma sugestão para postagem? Inscreva-se no blog primeiro. Assim os dois se ajudam.

Se conseguir observar tudo isso acima (e não é difícil, convenhamos), seu comentário é muito bem-vindo.