quinta-feira, 30 de julho de 2015

O Kremlin de Kolomna

Olá senhoras e senhores. Já falei sobre os kremlin de forma geral e mais especificamente sobre os kremlin de Riazan e Zaraysk. Agora vou falar do kremlin de Kolomna. Kremlin são sempre uma atração à parte na Rússia.

Portão principal do kremlin
O portão principal do kremlin de Kolomna não fica no muro que é conhecido como o kremlin hoje em dia. Ele está no cruzamento das ruas Lazoreva e Zaytseva. Esse é o início do kremlin de Kolomna. Quando Ivan IV, o Terrível mandou seus guerreiros para tomar a cidade de Kazan, eles passaram por esse portão. Naquele ponto, restou apenas o portão com a torre mesmo, sem muros.

A torre mais famosa desse kremlin é também a mais alta. Ela possui 27 "janelinhas" para poder atirar nos inimigos, caso fosse necessário defender a cidade. Essa torre se chama Marinkina por causa de Marina Mniszech, que ficou prisoneira nela. Essa mulher entrou para a história como uma das maiores pilantras (não encontrei uma palavra melhor para a definir) do século XVII. Por um curto tempo ela foi a esposa de Dmitri I, o Falso e depois de Dmitri II, o Falso, que eram impostores que se passavam por um filho morto na infância de Ivan IV. No período conhecido como Tempo de Dificuldades (após a morte de Ivan, o Terrível e antes da ascensão de Mikhail I, da dinastia Romanov), Marina passou algum tempo em Kolomna como tsarina e, junto com seu namorado polonês, roubou os tesouros do kremlin. A lenda diz que ela escondeu o tesouro na torre e usou de bruxaria para que ninguém pudesse achá-lo. Quando Dmitri II e a influência polonesa na Rússia caíram e após várias tentativas de fugir ou tomar o poder de volta, Marina ficou prisoneira naquela mesma torre. Por isso a torre tem esse nome. Ninguém sabe com certeza o que aconteceu com Marina no final das contas, se ela foi morta ou foi vendida para um harém. A lenda da cidade fala que ela virou um corvo e agora sempre fica sobrevoando a torre porque não consegue deixar o tesouro.
Ler mais »

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Comida Russa de Verdade: Smetana: o molho/ creme mais tradicional da Rússia...

Um dos cremes/molhos mais importantes e largamente utilizados na culinária russa e base de diversas receitas. E dá para comer ela pura, se nada também. Essa é a smetana. Conheça-a melhor aqui:



Ler mais »

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Os governantes da Rússia

Olá amigos! A Rússia teve diversos tipos de governantes ao longo dos séculos. No Brasil eles são chamados de forma geral de czar (ou tzar) ou ditador, mas isso não é totalmente certo. Vamos ver quais eram (e são) eles.

Dmitry Donskoy, o primeiro a quase unificar a Rússia
Knyaz (Князь) - No passado, quando o país não era unificado e existiam diversas cidades independentes (mais ou menos como acontecia nas "polis" da Grécia Antiga), quem mandavam eram os knyaz (князь). Eles e seus comandados eram uma espécie de polícia, que serviam para resolver as disputas entre as pessoas da cidade ou entre cidades. Também atuavam como exército, para defender a cidade dos povos nômades que queriam saquear as cidades russas. Muitas vezes também iam saquear outras cidades. Entre os mais famosos knyaz estão Ryurik (Рюрик), o primeiro da dinastia Rurikevitch (Рюриковичи) em 862, Vladimir (Владимир Красное Солнышко), responsável pela cristianização da Rússia a pedido de sua avó Olga (Ольга), Yuri Dolgoruki (Юрий Долгорукий), fundador de Moscou, Alexander Nevsky (Александр Невский) que defendeu a Rússia dos ataques suecos, Dmitry Donskoy (Дмитрий Донской) grande combatente dos tártaros. Vou escrever mais especificamente sobre os knyaz depois, porque a história deles é longa, um pouco confusa e obscura.

O temido Ivan IV, o Terrível
Czar, Tzar ou ainda Tsar (Царь) - o termo "czar" (também grafado das formas acima) vem do nome César, ou Júlio César, um dos maiores comandantes do Império Romano. O primeiro czar de todas as Rússias (autodenominado) foi Ivan IV, conhecido também como Ivan, o Terrível (Иван Грозный) em 1547. Esse título de czar de todas Rússias foi dado por causa da unificação do país. Ele também iniciou a marcha a leste, para a conquista da Sibéria. Os czares governavam de forma autocrática (detinham o poder absoluto em suas mãos) e o posto era transmitido de forma hereditária. Ivan IV, à propósito, foi o último mandatário da dinastia Rurikevitch, já que ele mesmo matou seu único filho legítimo que sobreviveu à infância. Depois de um período bastante conturbado conhecido como "Tempo de dificuldades", quando o país caiu sob o domínio da Polônia e alguns poloneses, se passando por um dos filhos falecidos de Ivan, tentaram tomar o trono, Mikhail I (Михаил I) foi coroado czar, iniciando assim a dinastia Romanov (Романов), a última do Império Russo. A era dos czares durou até a entrada de Pedro I, o Grande.

Catarina II, a Grande
Imperador (Император) - Pedro I, o Grande (Пётр I, ou Пётр Великий), fundador de São Petersburgo, foi o primeiro imperador russo em 1722. Na verdade, só mudou a nomenclatura do cargo, porque as funções governamentais continuaram as mesmas do czar. Tanto é assim que muitos continuaram chamando o governante da maneira antiga. Além de Pedro I, tornaram-se famosos como imperadores Catarina II, a Grande (Екатерина II Великая) que na verdade era alemã, Alexander I (Александр I) que foi o comandante do país durante a "Campanha da Rússia" (invasão de Napoleão Bonaparte à Rússia) e Nicolau II (Николай II), o último  imperador russo, que sufocou uma primeira tentativa de revolução socialista em 1905, mas que depois foi deposto pela segunda revolução socialista em 1917.

Leonid Brejnev. Conhecido por suas sobrancelhas
Secretário-geral do Partido Comunista da União Soviética (Генеральный секретарь Коммунистической партии Советского Союза) - após a ascensão do partido comunista, que se consolidou em 1921 depois de uma guerra civil, o governante supremo da União Soviética (e, por consequência, da Rússia) era Vladimir Lênin (Владимир Ленин). Com sua morte em janeiro de 1924, o Secretário-geral do partido comunista, cargo criado em 1922, e que até então era apenas simbólico, tornou-se o comandante do país. O primeiro de todos a assumir o posto foi o infame Josif Stalin (Иосиф Сталин, 1924-53), que, após a morte de Lênin tornou-se o líder da União Soviética de facto. Depois dele, na ordem, Nikita Khruschev (Никита Хрущёв, 1953-64), Leonid Brejnev (Леонид Брежнев, 1964-82), Yuri Andropov (Юрий Андропов, 1982-84) e Konstantin Tchernenko (Константин Черненко, 1984-85) passaram pelo posto. O último Secretário-geral da URSS foi Mikhail Gorbachev (Михаил Горбачёв, 1985-91), responsável pela derrocada do país. Entretanto, ao que parece, as condições econômicas o forçaram às medidas que levaram a queda do colosso comunista em dezembro de 1991.

Putin e Medvedev, a dupla dinâmica da Rússia atual
Presidente (Президент) - Em 1992, Boris Iéltsin (Борис Елцин) assumiu o controle do país, tornando-se o primeiro presidente eleito na história da Rússia . Ele venceu as eleições dois anos antes, quando a Rússia ainda era parte da URSS. Seu governo foi marcado por uma grande decadência na Rússia, com a degradação do bom padrão de vida alcançado nos tempos do socialismo, além de vários episódios de embriaguez publica e trapalhadas em reuniões com chefes de estado, o que envergonhou demais os russos  perante a comunidade internacional. Em fins de 1999, alegando motivos de saúde, Iéltsin renunciou em favor de seu primeiro ministro Vladimir Putin (Владимир Путин).

Nicolau II e Dmitry Medvedev. Iguaizinhos não?
Com uma "terapia de choque", o recém empossado mandatário do país melhorou a situação do povo. Nas eleições de 2000 Putin venceu fácil. Em 2004 ele foi reeleito. Em 2008 seu primeiro ministro, Dmitry Medvedev (Дмитрий Медведевь) foi eleito presidente e Putin virou o primeiro ministro. Por uma coincidência, nesse período entre 2008 e 2012, as leis foram mudadas para que o premier fosse o chefe de governo. Portanto, mesmo sendo apenas o primeiro ministro, Putin continuou com o poder em suas mãos. Em 2012 ele foi reconduzido ao posto de presidente da Rússia, quando uma outra alteração na legislação devolveu o poder de chefe de governo ao presidente. Junto com essa alteração, o mandato do presidente foi esticado de quatro para seis anos. As próximas eleições estão marcadas para 2018 e Putin diz que está pensando em se candidatar novamente, mas não tem certeza se isso se concretizará...

Por enquanto é isso amigos. Se quiser discutir sobre essas informações históricas, será um prazer. Basta deixar um comentário aqui embaixo ok? Até a próxima!
Ler mais »

domingo, 19 de julho de 2015

O museu de Ivan Pavlov em Riazan

Olá senhoras e senhores. Ainda da minha visita por Riazan, conto sobre o museu de Ivan Pavlov, o cidadão mais ilustre da cidade. Olha só o que você encontra lá.

Museu de Ivan Pavlov na rua Pavlova
Primeiramente, quem é Ivan Pavlov? Vencedor do prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina em 1904 devido a seus estudos dos processos digestivos dos animais, ele foi um famoso fisiólogo e que também foi grandemente reconhecido por seus estudos no campo da psicologia, especialmente na área do condicionamento. Ele usava cães de rua para seus experimentos e, graças a eles, muito se descobriu sobre o reflexo condicionado. Ivan Pavlov nasceu em Riazan em 26 de setembro de 1849 e lá viveu até cerca de seus 20 anos de idade, quando se mudou para a capital da Rússia, para estudar na Universidade Imperial de São Petersburgo. Ele seguiu vivendo por lá até sua morte, em 27 de fevereiro de 1936, quando a cidade já se chamava Leningrado. É considerado um dos cientistas mais importantes do país.
Ler mais »

sábado, 18 de julho de 2015

Comida Russa de Verdade: Bolinho batata (kartoshka) sem forno

Um bolinho que é feito sem forno e com apenas 4 ingredientes. Muito fácil e gostoso. Ele é famoso por ser pequeno mas encher como se fosse um bolo enorme. Vale a pena dar uma olhada (e uma provada também):

Comida Russa de Verdade: Bolinho "batata" ("kartoshka") sem forno



Ler mais »

terça-feira, 14 de julho de 2015

O Kremlin de Riazan

Olá amigos! Como é tradição, ao visitar uma cidade com kremlin, já vou logo nele. E conto para vocês o que vi por lá.

Mapa do complexo do kremlin, localizado na entrada 
O kremlin de Riazan é bem antigo. O museu do kremlin é um dos mais antigos dessa temática, fundado em 1884. Ele não possui mais muros, como os kremlin tradicionais. Na verdade, antes ele não tinha muros, mas uma grande cerca de madeira. Com o passar do tempo, essa cerca foi ficando cada vez mais deteriorada e a madeira foi sendo utilizada para outras coisas, como construções, por exemplo, especialmente depois que Riazan foi incorporada à Rússia (1521) e a ameaça de inimigos diminuiu drasticamente. Então, não há muros em torno da fortaleza, como é o costume, mas no mapa ao lado você pode ver o território do kremlin e dá para ter uma ideia de onde passava a tal cerca.
Ler mais »

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Riazan: a antiga rival de Moscou

Olá amigos. Estivemos em Riazan, que não fica tão longe de Moscou. Olha só o que você pode encontrar por lá.

Estação Riazan-1 vista do lado de dentro
Riazan (você também pode encontrar grafado como Ryazan' ou Ryazan) tem um pouco mais de 500 mil habitantes (mais ou menos a mesma coisa que a minha querida Tomsk) e fica a cerca de 190 quilômetros a sudeste de Moscou, mas já em outro estado, na Ryazanskaya oblast. Você pode chegar lá de ônibus, carro ou trem. Para se movimentar dentro da Rússia europeia, a melhor alternativa sempre é a última, que não pega trânsito e ainda curte belas paisagens. Sando de Moscou, a viagem dura entre 3 e 4 horas, dependendo do seu trem. Você passa por diversas estações, algumas com nomes bem diferentes, como "Areias" (Пески), "Floresta dos cavalos" (Конев Бор), "Gigante de cimento" (Цемгигант) e também por outras que nomeiam cidades que já mencionei antes como Ramenskoye, Bronnitsy, Voskresensk e Kolomna, por exemplo.
Ler mais »

sábado, 4 de julho de 2015

Os aeroportos de Moscou

Olá amigos. A maneira mais conveniente para chegar à Rússia vindo de outro continente é o avião. Como estou voltando de Tomsk, vamos falar dos aeroportos de Moscou. No futuro falarei sobre os de outras cidades.

bykovo airport moscow russia
Antigo aeroporto de Bykovo
Moscou tem cinco aeroportos, dois domésticos e três internacionais. Antes eram seis, mas o aeroporto de Bykovo foi desativado por volta de 2002. Os internacionais são Domodedovo, Vnukovo e Sheremetevo. Os dois aeroportos domésticos têm nomes em cirílico como Остафьево (Ostafyevo) e Tchkalovsky (Чкаловский). Dificilmente você usará algum deles, afinal, sempre que pesquiso por um voo dentro da Rússia e que passe por Moscou, esses voos passam apenas pelos internacionais, especialmente o Domodedovo. Nem sei exatamente onde eles ficam.
Ler mais »