quinta-feira, 30 de julho de 2015

O Kremlin de Kolomna

Olá senhoras e senhores. Já falei sobre os kremlin de forma geral e mais especificamente sobre os kremlin de Riazan e Zaraysk. Agora vou falar do kremlin de Kolomna. Kremlin são sempre uma atração à parte na Rússia.

Portão principal do kremlin
O portão principal do kremlin de Kolomna não fica no muro que é conhecido como o kremlin hoje em dia. Ele está no cruzamento das ruas Lazoreva e Zaytseva. Esse é o início do kremlin de Kolomna. Quando Ivan IV, o Terrível mandou seus guerreiros para tomar a cidade de Kazan, eles passaram por esse portão. Naquele ponto, restou apenas o portão com a torre mesmo, sem muros.

A torre mais famosa desse kremlin é também a mais alta. Ela possui 27 "janelinhas" para poder atirar nos inimigos, caso fosse necessário defender a cidade. Essa torre se chama Marinkina por causa de Marina Mniszech, que ficou prisoneira nela. Essa mulher entrou para a história como uma das maiores pilantras (não encontrei uma palavra melhor para a definir) do século XVII. Por um curto tempo ela foi a esposa de Dmitri I, o Falso e depois de Dmitri II, o Falso, que eram impostores que se passavam por um filho morto na infância de Ivan IV. No período conhecido como Tempo de Dificuldades (após a morte de Ivan, o Terrível e antes da ascensão de Mikhail I, da dinastia Romanov), Marina passou algum tempo em Kolomna como tsarina e, junto com seu namorado polonês, roubou os tesouros do kremlin. A lenda diz que ela escondeu o tesouro na torre e usou de bruxaria para que ninguém pudesse achá-lo. Quando Dmitri II e a influência polonesa na Rússia caíram e após várias tentativas de fugir ou tomar o poder de volta, Marina ficou prisoneira naquela mesma torre. Por isso a torre tem esse nome. Ninguém sabe com certeza o que aconteceu com Marina no final das contas, se ela foi morta ou foi vendida para um harém. A lenda da cidade fala que ela virou um corvo e agora sempre fica sobrevoando a torre porque não consegue deixar o tesouro.

Torre Marinkina, onde a tal vigarista ficou encarcerada
O monumento em frente ao kremlin é de Dmitri Donskoy, o knyaz da Rússia no século XIV. Ele é famoso por dar o primeiro passo para unir o país e expulsar os tártaros. O monumento mostra Dmitri sobre seu cavalo e com todas as suas armas como ele estava quando entrou na cidade de Kolomna com os seus guerreiros para lutar contra os tártaros.

Uma das catedrais do kremlin de Kolomna foi construída para comemorar o dia que Dmitri entrou na cidade depois da sua primeira grande vítória sobre os tártaros em 1378. A catedral se chama Uspensky kafedralny sobor (Успенский кафедральный собор). Mas a igreja mais antiga de Kolomna é a Tserkov Voskresenya Svoluschego (Церковь воскресения словущего), que era parte do palácio do knyaz. Esse é o único prédio que sobrou do complexo.

Estátua de Dmitry Donskoy
No território do kremlin de Kolomna fica o monastério feminino Novo-Golutvinsky (Ново-Голутвинский), um dos mais famosos na Rússia. Além de ser muito bonito e interessante para quem é religioso, esse lugar é conhecido pelas freiras que fazem um monte de atividades. Elas criam cavalos, cachorros de raças russas e mongóis, bordam, fazem objetos de cerâmica, cuidam de um orfanato e trabalham num hospital. Quase todas estudaram ou estudam em universidades.

Único muro que restou do kremlin
O kremlin de Kolomna foi quase completamente destruído durante a Segunda Guerra Mundial, mas não por bombardeios nazistas ou coisa assim. Os tijolos do kremlin eram retirados para se reconstruir lugares estratégicos que eram destruídos, tanto na própria Kolomna quanto em cidades próximas. Depois da guerra ele ficou um tempo abandonado. Alguns moradores da cidade (e até de outras) aproveitavam o abandono para retirar ainda mais tijolos do kremlin para construir suas próprias casas. A partir do ano 2000 no entanto ele foi reformado (em alguns pontos ele foi na verdade reconstruído) e agora está bem bonito.

No momento é tudo o que conseguimos coletar. Já sabem, se tiverem alguma pergunta, é só comentar aqui abaixo. Até a próxima!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, é preciso saber que existem algumas regras por aqui:
1 - os comentários sempre são moderados. Se escrever uma vez e parecer que deu erro, não deu não.
2 - se for perguntar algo, verifique se sua pergunta tem a ver com a postagem onde vai comentar. Se não tiver, o comentário será ignorado.
3 - se pensa em pedir alguma ajuda para imigrar para a Rússia (quase todos os dias recebo esse tipo de mensagem), nem perca seu tempo.
4 - seja educado. Afinal de contas, dizer "olá" e "obrigado" não custa nada.
5 - quer dar alguma sugestão para postagem? Inscreva-se no blog primeiro. Assim os dois se ajudam.

Se conseguir observar tudo isso acima (e não é difícil, convenhamos), seu comentário é muito bem-vindo.