domingo, 31 de janeiro de 2016

Estou pensando em passar as férias na Rússia. O que eu faço?

Senhoras e senhores, olá! Já falei em alguns posts sobre o que é necessário para trabalhar e viver por aqui, assim como eu. Mas agora vou falar sobre o que você precisa se sua intenção é apenas visitar e conhecer a grande Mãe Rússia.

Não deixe de ir a esse lugar por nada
Antes de mais nada, vamos à pergunta clássica: preciso de visto para visitar a Rússia? NÃO, não precisa. Se você vai passar até 90 dias em território russo, você não precisará de nenhum tipo de visto. O mesmo vale para aquele seu amigo russo que quer visitar o Brasil. Ele também não precisa de visto para conhecer as terras tupiniquins. Quando você chega ao aeroporto (provavelmente algum aeroporto de Moscou), você ganha um carimbo no passaporte com a data da sua chegada ao país e um cartão de migração com o seu tipo de visto (turista), quando você entra e quando deve sair, de acordo com a sua passagem de volta. Esse carimbo e o cartão são o seu visto de turista. Caso você tenha ficado encantado com a Rússia (o que não é tão difícil) e possa passar mais 90 dias por aqui (isso já acho mais difícil), você pode ir ao órgão competente (na Rússia é o ФМС [FMS]; no Brasil, para o seu amigo russo, é a Polícia Federal) e pedir a extensão do seu visto de turista por mais, no máximo, 90 dias. Você ganhará outro carimbo no seu passaporte dizendo que você está autorizado a permanecer mais tempo em território russo. Mas não deixe para fazer isso na última hora, porque o procedimento leva alguns dias (pode ser até uma semana). Resumindo, você pode ficar até 180 dias corridos (o que não significa 6 meses) na Rússia sem nenhum tipo de visto. Expirados esses 180 dias, você TEM que deixar o país e não poderá voltar pelos próximos 180 dias. Se vai ficar "só" 90, você somente poderá voltar à Rússia depois de 90 dias. Se não seguir as regras descritas acima e ficar além do tempo estipulado, você será considerado foragido da justiça. Corre o enorme risco de ser preso e deportado.

Você só precisa disso para visitar a Rússia
Tudo isto posto, podemos ir aos documentos que você precisa preparar para ir para a Rússia. Para falar a verdade você só precisa de um passaporte válido e suas passagens de volta já compradas. Só isso? Sim, só isso. Não precisa correr atrás de horário para entrevistas, procurar pilhas de documentos que você nem lembra que existem, perder seu tempo indo a embaixadas ou consulados, passar por entrevistas toscas, mendigar um visto de turista para gastar seu suado dinheiro nesse ou naquele país e depender apenas da boa vontade dos entrevistadores. Não precisa de estresse, nada. Só comprar sua passagem, reservar seu hotel e imprimir o voucher ou pegar o endereço da pessoa que vai te receber (isso é muito importante, vão te perguntar onde você ficará quando você entrar no país) e ter seu passaporte em dia. Nada mais. Depois é só ir, fazer uma única coisa burocrática que descreverei abaixo e curtir sua estada na Rússia. Ah, só uma coisa antes de irmos à parte difícil: os russos são muito orgulhosos de sua língua, então, não queira se virar com português, espanhol, indonésio ou o que seja. Não são muitos que falam inglês (mais ou menos a mesma proporção que no Brasil). Nos aeroportos, hoteis e locais assim, os funcionários falam o básico de inglês só para compreender os que chegam e saem do país. Então, se vem para a Rússia, tenha um pouco de humildade e aprenda nem que seja palavras básicas na língua local. Os russos ficam muito contentes quando veem um estrangeiro tentando se comunicar no seu idioma e isso ajuda a quebrar o gelo inicial dos encontros. Mas claro, se não for possível estudar russo por muito tempo antes de visitar, fale inglês mesmo, caso precise de uma informação na rua ou algo assim. Com sorte encontrará alguém que possa te ajudar. Usar a língua daqui conta muito para você.

Esse é o requerimento de registro
Bom, nem tudo são flores. Existe sim uma coisa chata a se fazer quando você pisa no solo russo. Se você vai ficar mais de sete dias no país, você precisa se registrar no Serviço Federal de Migração (o FMS que citei acima). Esse registro não é um carimbo, mas um papel que você tem que anexar com um clipe no seu passaporte. Caso você vá com uma agência de viagem, eles provavelmente farão toda essa papelada para você. Se você vai ficar com alguma pessoa, ela terá que te registrar no apartamento dela. Não sei exatamente como funciona no caso de você ficar em um hotel, mas, o que pude encontrar por aí é que provavelmente eles te darão o requerimento de registro (esse da imagem ao lado) para preencher, recolhem e te registram no hotel. Talvez o procedimento não seja exatamente assim como eu descrevi, mas quando você faz a reserva no hotel e chega na Rússia, o hotel providencia essa coisa de registro para ti. Resumindo tudo nesse parágrafo: se vai com agência de turismo ou vai ficar em hotel, não há com que se preocupar, eles farão tudo para você. Ficando com um particular, vocês mesmo terão de fazer o "trabalho sujo". Vocês vão ao FMS, preenchem o requerimento de registro e entregam lá mesmo. O funcionário destacará a parte de baixo da folha e te entregará. O processo de registro leva mais ou menos uns cinco dias. Esse papel que foi destacado já vale como o seu registro, mas ele não está no sistema russo de informações ainda. Por isso, é altamente recomendável que vocês se dirijam já no dia seguinte ao local de registros e iniciem o processo. Acho que a única coisa boa do registro é que ele não custa nada, é grátis.

O papel que deve estar sempre no seu passaporte
Depois de se registrar, pode ficar tranquilo que você só precisa se preocupar em aproveitar bem seu tempo na Rússia. Se você não se registrar, provavelmente terá problemas para viajar de transportes públicos de longa distância, como trem, ônibus, avião etc, já que os passaportes estrangeiros passam por um minuncioso escrutínio para ver se está tudo em ordem. Se algo estiver fora do lugar na opinião do fiscal que analisa seu passaporte, ele pode te impedir de viajar e não há muito que se possa fazer sobre isso. Mas o problema maior é quando você vai embora: se você não apresentar o papel de registro ou deixá-lo no seu passaporte, você pagará uma multa (que não sei de quanto é, mas não é pequena) e não poderá entrar no país por algum tempo (não sei ao certo, mas acho que são 3 anos). E se você for parado pela polícia e não estiver registrado... problemas sérios. Quando fomos parados pela polícia, se os documentos do meu irmão não estivessem em ordem, provavelmente iríamos para algum lugar onde filho chora e mãe não vê. Portanto, repetindo mais uma vez porque é importante: chegou em um dia, inicie o procedimento de registro no dia seguinte, não deixe para depois. Isso te economizará muita. dor de cabeça no futuro. Só para lembrar, isso tudo caso você fique mais de 7 dias na Rússia. Se for ficar menos, pode ignorar tudo isso que escrevi sobre registros acima.

Bom, acho que é tudo amigos. Caso eu tenha me esquecido de algo, pode perguntar aqui embaixo que eu tentarei responder. Mas já aviso que se para encontrar a resposta eu tiver que ir a lugares, telefonar e coisas assim, lamento, não vou poder te ajudar. Melhor pedir para quem vai te receber ou se informar com sua agência de viagens/hotel, ok? Até a próxima!
Ler mais »

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Parado pela polícia russa!

Ok ok, como diria aquele apresentador de programas de fofocas de celebridades. Anteontem fui parado pela polícia aqui na Rússia. Não sei se é interessante para vocês, mas vou contar assim mesmo.

Viatura que nos levou à delegacia. Horrível
Meu irmão estava me visitando aqui na Rússia (foi embora ontem de manhã) e, como domingo era seu último dia por aqui, decidimos ir ao jogo de hóquei do time da cidade, que se chama Khimik de Voskresensk, contra o Sputnik de Nijny Tanguil, que fica nos Montes Urais. O Khimik perdeu o jogo por 2-4 (o terceiro jogo seguido que fomos assistir e a terceira derrota consecutiva). Saímos do palácio de gelo - assim se chamam os ginásios onde se disputam esses esportes sobre o gelo, como hóquei e patinação arrística - um pouco depois das 19:00 e, como o ponto de ônibus estava muito cheio, decidimos ir andando para casa. Iríamos caminhar por uns 30 ou 40 minutos, mas quando se está acompanhado é mais fácil. Atravessamos a rua em frente ao palácio de gelo e estávamos andando na calçada e conversando numa boa quando passamos por três policias. Continuamos andando normal quando ouvi alguém chamando de trás. Quando virei para ver o que era, um dos policiais fez um sinal para que parássemos. Nesse momento pensei "que ótimo, ser parado pela polícia justo agora". 

Você verá algum desses pelas ruas da Rússia
Primeiro eles encostaram e perguntaram se nós falávamos russo. Meu irmão não fala nada e eu sei um pouco apenas, não o bastante para conversar com a polícia, então disse que não, não falávamos. Minha esposa (que não estava muito disposta na hora do jogo e não foi conosco) disse que eu não deveria ter dito isso, mas ter dito que falava um pouco. Pediram nossos passaportes, começaram a olhar e um deles perguntou em inglês de onde éramos. Dissemos que do Brasil e eles ficaram olhando e falando entre eles. Ficaram insistindo e eu apenas dizia que trabalhava como professor em Tomsk e estava de férias em Voskresensk, mas eles não faziam uma cara muito legal. Telefonei para a minha esposa e expliquei o que acontecia. Ela começou a falar com um deles e o policial disse que, como não éramos cidadãos russos teriam que nos levar para a delegacia para tirarmos umas fotos e sermos liberados, nada de muito complicado. Eles chamaram una viatura e nos falaram "car", "go". Pensei em dizer que não iria, mas seria pior na verdade. Tentei mais uma vez explicar que não fazíamos nada, só estávamos no jogo e voltando para casa, dessa vez em inglês, mas não adiantou. Entramos na viatura com outros três policiais (não os mesmos primeiros três) e rumamos para a delegacia.

Fique esperto com eles
No caminho (que foi curto, coisa de 5 minutos), fiquei pensando se eles iriam pedir algum dinheiro (os policiais não são conhecidos aqui pela sua grande honestidade), ou se iriam querer fazer algo pior. Já ouvi algumas histórias sobre a polícia daqui, junto com tudo que vi em museus dos tempos soviéticos como o da NKVD em Tomsk, que não eram nada boas. Gente que era levada para a delegacia apenas para algumas formalidades e não voltava mais e coisas assim. Minha esposa depois disse que ficou muito assustada quando disseram que nos levariam para a delegacia, especialmente por não ter feito nada e correu para lá também. Ela conhece essas histórias de pessoas levadas pela polícia sem motivo algum bem melhor que eu, afinal, ela é russa. E isso de ir com a polícia e não voltar mais não é coisa de antigamente não. Acontece ainda hoje.

Brasão da polícia russa
Chegando à delegacia fomos levados a uma sala que só tinha duas mesas, duas cadeiras e um banco. Disseram-nos para sentar no banco e aguardar. Meu irmão estava calmo por fora, mas disse que estava receoso de nos segurarem lá por horas. Chequei meu celular, sem sinal. Depois de uns 10 minutos, apareceu um policial sorrindo, querendo conversar, mas eu disse que meu irmão não falava russo e eu entendia pouco. Ele disse um monte de coisas. Até entendi muito do que ele disse, mas preferi não entabular uma conversa. Imagino que como no Brasil, os policiais do mundo inteiro começam a conversar de forma amistosa para tentar te pegar em alguma contradição ou algo assim. Para evitar que encontrassem algo ue não exisitia, eu só dizia que não entendia o que ele falava. Até que ele se cansou e foi embora. Uns cinco minutos depois apareceu um outro policial, trazendo um cara que parecia um imigrante de algum país da Ásia Central, mandou-o sentar no banco também e começou a escrever. Mais ou menos uns dois minutos depois apareceram outros dois policiais, um deles com uma câmera e perguntou quem seria fotografado primeiro. Eu fui e ele tirou fotos de frente e perfil. Depois foi a vez do meu irmão passar pelo mesmo procedimento. Eles saíram e depois de uns cinco minutos o fotógrafo retornou com nossos passaportes (que desde que os apresentamos pela primera vez, não tínhamos visto mais, outro grande erro meu) e nos disse para ir embora. Pegamo-os e fomos embora. Uns dois minutos depois que saímos, minha esposa chegou à delegacia. Telefonei para ela e nos encontramos ali perto mesmo. Ela estava bastante assustada, mas no final tudo ficou bem e agora estou até rindo lembrando de tudo isso. Chegamos em casa às 20:30, mais ou menos.

O infame jogo entre Khimik e Sputnik
Bom, acho que a dica que posso deixar para vocês desse entreveiro que tive sempre manter a calma e nunca dizer que não fala nenhuma palavra de russo, isso pode tornar as coisas mais difíceis. Diga que fala pouco (не много - nye mnoga). Responda o que você entender do que eles dizem (não adianta falar inglês ou qualquer outra língua que não seja russo). Se não tiver certeza que entendeu tudo, diga apenas "nye panimayu (не понимаю), que significa "não entendo". E, depois de passar seu passaporte a eles, pegue seu telefone e chame o primeiro russo que vier a sua cabeça. Passe o telefone para que a pessoa fale com os polícias se necessário. Peça para seu contato perguntar para onde estão te levando e diga para o contato ir imediatamente para lá. Se você não tiver um telefone à mão, pode pedir para eles te fornecerem um, a lei os manda fazer isso. Se você não conhece ninguém na Rússia... nem sei o que fazer então. Ligar para a embaixada provavelmente não resolverá seu problema. Não se esqueça de pedir seu passaporte de volta com firmeza, não os deixe ficar con seus documentos de jeito nenhum (vacilei nisso). Se seus documentos estiverem legais (como era nosso caso), não há muito com que se preocupar. Se não estiverem... bom, você precisará de sorte. Ah, e não assine nada que você não tenha completa certeza do que seja, em nenhuma hipótese. Não nos pediram para assinar nada, mas se pedissem, recusaria.

Acho que é isso amigos. Se quiserem perguntar algo sobre a história (só não vou poder fornecer detalhes precisos como falas, horários e coisas assim), fique à vontade. Até a próxima!
Ler mais »

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Catedral de Kazan na Praça Vermelha em Moscou

Olá amigos. A Rússia tem muitas igrejas, mesmo passando por mais de setenta anos de socialismo. Essa aqui é bem importante e bastante visitada todos os anos. Olha só o que você encontrará nela.

A Catedral da Kazan com toda a sua imponência
A Praça Vermelha é, sem sombra de dúvidas, o lugar mais importante e visitado do país. Por isso escrevo em detalhes sobre tudo que você vai encontrar por lá quando visitar Moscou. A Catedral de Kazan (Собор казанской божьей матери) fica na entrada da praça, do lado esquerdo, em frente ao Museu Histórico Estatal. Logo que você passa o portão principal de acesso à praça você já a pode ver. A igreja original teve sua construção finalizada em 1625. Porém, não sobreviveu aos tempos socialistas e foi demolida em 1936. Após a ascensão de Boris Iétsin à presidência da Rússia em 1990 ela começou a ser reconstruída (como muitas outras igrejas por todo o país) e foi finalizada em 1993. Ela é vermelha com muitas arcadas com contornos brancos, e tem una cúpula dourada no topo, com uma cruz no alto. Acima do portão de entrada há um ícone de Maria e Jesus quando criança pintado na parede. A igreja não fica no mesmo nível da praça. Você tem que subir dez degraus para poder acessá-la, mas não é necessário muito esforço para chegar lá. Para entrar você passa por dois portões, um externo pesado, de metal para deixar o frio do lado de fora. Esse portão abre para fora. Quando for entrar, puxe-o. Ele é muito grande, mas não é preciso fazer força para abrir. Logo depois está o portão interno, esse de madeira e que abre para dentro. Portanto, quando for entrar, empurre. Com cuidado, porque muitas vezes há pessoas mais ou menos perto da entrada. Você pode acabar dando uma portada em alguém lá dentro sem querer.
Ler mais »

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

O kremlin de Veliky Novgorod

Olá amigos. Veliky Novgorod tem um dos kremlin mais antigos e mais bem conservados da Rússia (portanto, do mundo). Olha só o que você encontrará lá na sua visita.

O majestoso kremlin de Novgorod visto do alto
Primeiramente, chegar ao kremlin é bem fácil. Se você vem de trem ou ônibus vai descer no mesmo lugar, na rua Oktyabrskaya (улица Октябрская), próximo à estátua de Alexander Nevsky (Александр Невский). Bem em frente a essa pequena praça - não encontrei seu nome - há uma rua chamada Voskresensky bul'var (Воскресенский бульвар) que é reta e larga. Você segue por ela até uma praça chamada Voinskoy Slavy (сквер Воинской Славы). Neste lugar há alguns monumentos contando toda a história militar russa, desde tempos bem remotos até a Segunda Guerra Mundial. Depois de ficar neste lugar por alguns minutos (duvido que você passe incólume por ele), você pode escolher por qual lado quer ir, direita ou esquerda (nós fomos pela direita e voltamos pela esquerda). A rua do lado direito se chama Chudintseva (ул. Чудинцева) e a do lado esquerdo Lyudogoscha (ул. Людогоща). Seguindo por elas, você chega à praça onde está a estátua de Lênin e ao fundo está o parque do kremlin (Кремлёвский парк). Mas, como o kremlin é uma construção enorme, você o vê de longe.
Ler mais »

domingo, 10 de janeiro de 2016

Os esportes na Rússia

Olá amigos. Gosto de esportes em geral. Então, por que não falar sobre esportes, não é? Vamos a eles.

Comemoração do título mundial de hóquei de 2014
A Rússia sempre foi uma potência nos esportes. Nos tempos da União Soviética então, eram ainda mais poderosos. Naqueles tempos, as pessoas  eram incentivadas a procurarem centros de treinamento de esportes e, os melhores, eram selecionados e continuavam sua vida nos esportes. Se as pessoas gostavam do esporte, mas não eram boas o bastante, não podiam seguir treinando. E o contrário também: se a pessoa não gostava de um esporte, mas era boa nele, acabava sendo mandado para treinar e defender seu país nas olimpíadas. Mas esse último caso era mais difícil de acontecer. As escolas dispunham de centros de treinamento e descobridor de potenciais futuros campeões e os país eram incentivados a levarem seus filhos para participar de competições já a partir dos 7 anos. Minha esposa esteve um tempo envolvida com ginástica rítmica, por exemplo. A Rússia é considerada a herdeira da URSS nos esportes, embora ela fora composta por 15 países.

URSS bate os EUA no basquetteem 1972
O esporte nacional russo é o hóquei no gelo. Muitos russos são fanáticos por ele e o time nacional é realmente muito bom, mesmo que em 2015 ele tenha perdido a final do campeonato mundial por 6x1 para o Canadá. Mas os russos já haviam vencido em 2014, além de serem os maiores campeões na modalidade. O futebol também é bastante popular no pais. A seleção soviética foi campeã europeia na primeira edição do campeonato europeu de seleções nacionais (Eurocopa) em 1960. Nas olimpíadas, o futebol ganhou duas medalhas de ouro (1956 e 1988) e há um histórico informal de que o time soviético sempre foi prejudicado pela arbitragem. No basquetebol olímpico os soviéticos foram um dos poucos países que bateram os EUA, grande potência no esporte, faturando a medalha de ouro em 1972 e 1988. O voleibol dos russos é forte e eles ganharam diversas medalhas de ouro, dominando a versão feminina do esporte nos anos 60 e 70 e a masculina já vem forte desde os anos 80, inclusive vencendo o Brasil duas vezes (Liga Mundial de 2002 e Olímpiadas de 2012) e ganhando dos tupiniquins dois campeonatos nos quais os brazucas eram amplamente favoritos. Na ginástica os russos também são bastante fortes e tradicionais, principalmente na ginástica rítmica feminina, tanto individual quanto em equipes. No atletismo, especialmente nas competições de saltos, os russos são competidores fortes, sendo a sua última grande a saltadora com vara Elena Isinbayeva (Елена Исинбаева), bicampeã olímpica e que já quebrou o recorde mundial da sua modalidade 28 vezes (até o final de 2015)! Na natação também já ganharam as suas medalhes. Enfim, a Rússia e a União Soviética foram (e são) grandes competidores e também vencedores. 

Parque olímpico de Sochi. O circuito de F1 também fica aqui
Mesmo com todo esse potencial, a URSS não sediou muitos grandes eventos internacionais. O maior foi, sem dúvida, a Olimpíada de Moscou de 1980, que teve o triste boicote do bloco capitalista e que foi "devolvido" na Olimpíada de 1984 em Los Angeles, quando os países socialistas não se juntaram à competição. Após a queda da URSS em 1991, pouco a pouco a Rússia vem se tornando palco de grandes disputas desportivas. Em 2013 o campeonato mundial de atletismo foi disputado pela primeira vez em Moscou. Desde 2014 é disputado o Grande Prêmio da Rússia de Fórmula 1 na cidade de Sochi, perto da fronteira com a Geórgia. No  mesmo ano e na mesma cidade aconteceu a primeira edição dos Jogos Olímpicos de Inverno em território russo. Em 2015 o mundial de natação foi realizado na cidade de Kazan. A próxima Copa do Mundo de futebol terá lugar na Rússia em 2018. Há planos para a realização de outros eventos de grande porte nas terras geladas da Rússia.

Por ora é isso. Falei de forma resumida porque pretendo falar mais dos esportes de forma individual no futuro. Se quiserem perguntar algo, só deixar aquele comentário aqui embaixo ok? Até a próxima!
Ler mais »

domingo, 3 de janeiro de 2016

Como faço para viver na Rússia? Do que eu preciso?

Olá senhoras e senhores. Primeiramente, um feliz ano novo para você. Recebo muitos pedidos de ajuda com documentos para a Rússia e tudo mais. Decidi fazer um resumo do que é necessário para trabalhar na Rússia saindo do Brasil, para começar o ano de 2016.

Россия (Rússia)
Em primeiro lugar, eu não sou advogado nem um expert em leis de imigração, nem do Brasil nem de outros países. Tudo o que sei é de já ter passado pelos processos. Não sei nada além disso. Algumas pessoas me pedem para correr atrás de informações para elas de como fazer isso ou aquilo. Bom, como não sou rico, preciso trabalhar duro para me manter por aqui. Então, desculpe, mas não vou correr atrás de informações oficiais sobre documentos nem coisas assim para você, visto que tenho muito mais coisas importantes para fazer. Eu também não sabia nada sobre documentos e, se aprendi algo, foi indo atrás da informação por mim mesmo. A internet ajuda muito, pode ter certeza. Mas aqui abaixo vou tentar descrever um pouco do que eu fiz e do que você precisa fazer para se arranjar com seus documentos. Para maiores informações, entre em contato com a embaixada ou consulado russo da sua cidade. Foi assim que eu consegui chegar até aqui. Se eu consegui, você também pode, por que não? Só te recomendo checar as informações antes de meter as caras, porque as leis mudam bastante, então, o que eu escrever, pode já estar defasado. Deixarei links úteis no final do post.

Você quer mesmo encarar esse desafio?
Como os brasileiros, os russos também fazem coisas assim (pegar todos os documentos e ir para outro país e lá "dar um jeito" para ficar), mas esse método é bastante complicado. Você só conseguirá um visto russo se conseguir apresentar uma explicação para esse visto (convite de trabalho, vaga em uma escola de línguas/universidade etc.). Se não apresentar algo assim, só te deixarão entrar como turista. Significa que é impossível então? Não exatamente. Você pode chegar na Rússia como turista, por 3 meses, com a passagem de volta já comprada antes de entrar no território russo. Nesse tempo de 3 meses você pode procurar um trabalho e pedir para o empregador fazer o convite formal de trabalho. Mas, não existe conversão de visto enquanto você está no país. Você precisa sair da Rússia para algum outro país qualquer (os mais próximos de Moscou são Bielorrussia e Ucrânia) e, quando estiver lá, você recebe o convite para aí entrar novamente na Rússia, dessa vez com o visto de trabalho. É um processo que pode levar algum tempo. não posso te dizer exatamente quantos dias você vai ter que esperar fora do país para receber o convite, mas eu diria que isso leva, no mínimo, uma semana. Sobre seus documentos, você precisa primeiro autentica-los em cartório, depois traduzir eles ainda no Brasil, com um tradutor público juramentado e por último levá-los à embaixada ou consulado russo para que o representante russo no Brasil dê fé que esses documentos são verdadeiros e podem ser utilizados na Rússia. É uma longa trajetória e que requer uma boa quantidade de dinheiro disponível, tempo e paciência.

Uma noite de inverno em alguns lugares da Rússia...
Se você se casar com alguma pessoa que tenha passaporte russo, isso não te dá automaticamente a cidadania russa, especialmente se você mora em outro país (essa é uma das perguntas campeãs). Para conseguir a cidadania, primeiro você deve pedir a permanência de três anos. O primeiro passo para obtê-la é a prova de língua russa (ТРКИ). Não quer passar pela prova? Então não tem permanência nem cidadania no futuro, já que, a partir de 2015, elas só são dadas para quem fala russo. É engraçado que a permanência na Rússia se chame apenas "permissão temporária" (временное разрешение на проживание). Os documentos para pedi-la são os seguintes: formulário de requisição oficial de permanência preenchido e sem rasuras, duas fotos 3,5x4,5 cm, passaporte válido, certidão de antecedêntes da polícia federal (com validade de 90 dias), certificado médico № 384н feito na Rússia e que comprova que você não tem doenças mentais ou contagiosas e não usa drogas ilícitas, exame (negativo) de AIDS, certificado ТРКИ (aquele da proficiência na língua russa) e a certidão de casamento traduzida para o russo. Todos os documentos do Brasil devem ser traduzidos por tradutor público juramentado e autenticados em cartório. O processo para pedir a permanência pode ser iniciado pela internet no site gosuslugi.ru. Sendo casado/a com cidadã/o russa/o, você tem direito de obter permanência mesmo se a quota desse ano já acabou. Depois de 3 anos com permanencia, dá para pedir a cidadania.

Links úteis:
- Embaixada da Rússia no Brasil (seção de vistos): http://brazil.mid.ru/pt/web/brasil_pt/informacao-sobre-vistos
- Departamento da Polícia Federal (aqui você tira seu passaporte se ainda não tiver e faz o seu requerimento de certidão de antecedentes criminais): http://www.pf.gov.br/
- Departamento Consular do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Federação da Rússia: https://visa.kdmid.ru/PetitionChoice.aspx?AspxAutoDetectCookieSupport=1


Por enquanto é isso amigos. Se tiver alguma pergunta, posso tentar te ajudar, dentro do que eu puder. Mas tenho certeza que muitas dúvidas podem ser resolvidas escrevendo a sua pergunta no nosso amigo Google. Até a próxima!
Ler mais »