quarta-feira, 6 de julho de 2016

Cidadezinha de Klin e Museu de Tchaikovsky

Olá amigos. No caminho entre Moscou e Tver há uma pequena cidade, quase na divisa entre as duas oblast (estados) que visitei e falo como é por lá. Ela se chama Klin.

Estação de Klin em janeiro de 2016
Bom, como disse, a cidade de Klin (Клин) fica na fronteira do território de Moscou, a 85 quilômetros da capital russa. No passado essa cidade parece ter pertencido à Tverskaya oblast, mas como aconteceu com Zaraysk por exemplo, Moscou incorporou essa cidadezinha a seu território. Segundo alguns registros, ela foi fundada em 1317 e possui cerca de 79 mil habitantes. De verdade há pouco para ver nessa cidadezinha. Um ou outro monumento aqui e ali, o memorial aos que faleceram na segunda guerra mundial e o que sobrou do antigo kremlin. Em algumas partes ele (o kremlin) até virou um conjunto de lojinhas. Ficou até legal para falar a verdade. Enfim, não há muito mesmo. O que há de mais interessante por lá realmente é o museu do compositor de música clássica russo mais conhecido chamado Piotr Ilitch Tchaikovsky (Пётр Илич Чайковский).
Ler mais »

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Como e quais são os documentos dos russos

Carteira de motorista russa ligeiramente alterada e explicada
Olá você que me acompanha sempre ou caiu aqui por acidente. Falarei para você hoje sobre quais e como são os documebtos que o russo médio possui para ser considerado um cidadão em pleno exercício de seus direitos legais garantidos pela constituição da Federação Russa.

Alguns documentos são exatamente os mesmos que temos no Brasil ou em qualquer outro lugar, embora com formato e lay out diferentes. Alguns deles são certidão de nascimento, carteira de motorista, cpf, passaporte para viagens internacionais etc. Entretanto, há alguns documentos que podem parecer algo estranhos a um brasileiro comum. Na verdade eu diria que os mais diferentes são passaporte interno e a carteira de trabalho. Vamos a eles então.

Passaportes russos. Interno (esq.) e internacional (dir.)
Passaporte interno - se no Brasil usamos o RG que contém os dados básicos da pessoa, os russos têm um passaporte interno. Ele se parece com o passaporte internacional, com o brasão do país na capa e letras em dourado. Mas o passaporte interno tem a capa bordô, quase marrom clara, que vai ficando quase preta com o passar dos anos. Nele estão a foto e dados da pessoa, como no nosso RG. Além dessas informações há outras coisas como estado civil e o endereço onde ela está registrada. Por isso meus alunos (e todos os outros russos) não entendem nada quando aparece um "comprovante de endereço" em alguma atividade que fazemos nas aulas, já que não pode haver prova maior do endereço de alguém do que o que está no seu documento mais importante. Os russos tiram seu primeiro passaporte aos 14 anos. Antes disso eles usam a certidão de nascimento. Depois trocam o passaporte aos 25 anos e depois trocam pela última vez aos 45. Exceto nesses períodos, a pessoa permanece com o mesmo passaporte. As mulheres podem trocar a qualquer momento que se casem e troquem de sobrenome. Se a pessoa vai morar em outra cidade, ela mudará de endereço. Nesse caso ela não troca de passaporte, apenas muda seu local de registro.

Carteira de trabalho russa e sua primeira página
Carteira de trabalho - carteira de trabalho dos russos também tem a capa azul, mas em vez da cor escura e plastificada, ela pode ser azul clara ou azul escura e a capa é de um papel mais grosso, parecido com uma cartolina sem revestimento plástico. Em russo ela se chama Трудовая книжка (Trudovaya knijka - livrinho de trabalho). O mais incrível é que você não precisa ir a uma repartição oficial para obter uma. Você a compra nas bancas de jornais. Isso mesmo, nas bancas de jornais você compra uma. E qualquer um pode comprar. Pode até ser um suvenir, por que não? Por dentro ela é mais resumida que a CTPS brasileira e o seu empregador fica com ela por todo o período que você trabalha para ele. Você só torna a vê-la no momento que sai do trabalho e assina os papéis de desligamento da empresa. 

O CPF de um russo
Título de eleitor - os russos não têm um título de eleitor propriamente dito. Eles já sabem onde devem ir votar e no dia das eleições eles se dirigem a esse local (que, como no Brasil, pode ser uma escola ou uma universidade) e mostram seu passaporte. Lá eles recebem um papel comprovando que eles estiveram lá e votaram, como no Brasil. O voto não é obrigatório na Rússia, então, não há multa caso a pessoa não compareça às urnas. Esse é um dos documentos que os russos menos entendem para que serve quando lhes digo como ele é e que no Brasil, se você levar apenas o seu título de eleitor, sem documento com foto, você não vota. Ao passo que, se levar apenas um documento com foto e não levar o título, vota sem problemas. Na verdade eu também não entendo bem para que ele serve (na verdade sei: só para te atrapalhar, caso você não o tenha).

Cartão da previdência - o cartão de previdência russo é um cartão de papel e que pode ser plastificado, como era o antigo CIC (lembra?). Até a cor é meio parecida, um pouco cinza e esverdeada. Em russo ele se chama пенсионное страхование (pensionnoye strakhovannye - seguro de previdência). Esse cartão contém o seu número de previdência e é importante para a sua aposentadoria (que como no Brasil, vai mal das pernas).

E esse é o cartão de previdência
CPF - o CPF russo, que se chama ИНН - Индивидуальный номер налогоплательщика (INN - individualny nomer nalogoplatelshchika - número individual do contribuinte) é bem diferente do braisleiro. É uma folha de papel A4 com um monte de informações. Quando mostro o CPF brasileiro as pessoas dizem "que interessante, o nosso deveria ser assim também". Ele serve para você conseguir pargar alguns impostos. E só. Talvez por isso tenho a impressão que ele tenha um importância um pouco menor comparado com outros.

Bom, por ora é isso amigos. Se tiver alguma pergunta sobre os documetnos dos russos, pode perguntar. Vou fazer o melhor para responder. Até a próxima!
Ler mais »