sexta-feira, 21 de julho de 2017

O zoológico de Novosibirsk

zoológico russia novosibirsk
Entrada do zoo de Novosibirsk (foto bem meia boca)
Olá meus caros. Há bastante tempo não apareço por aqui. Não tinha muitas novidades para contar, mas dessa vez tenho uma: visitei o zoológico de Novosibirsk.

Na verdade eu não gosto muito de zoológicos. Sempre tenho a mpressão que os animais estão infelizes ali, mas, se não for lá, como poderei um dia ver alguns animais "pessoalmente" e não por fotos da internet? Pode ser algo meio egoísta até, mas gostei de ir a esse lugar e ver com meus próprios olhos animais que eu jamais achei que veria. Apesar disso, muitos dos animais que vi por lá não me pareciam triste. Alguns pareciam muito ativos e com muita vontade de interagir. Talvez eu não entenda alguma coisa, mas ao menos foi a impressão que eu tive.

polar bear russia novosibirsk zoo
Urso polar
O atual zoológico de Novosibirsk abriu as portas em 29 de agosto de 1947, mas desde o começo da década de 30 (1933 para ser mais exato) já existia um jardim com animais para a visitação pública. Durante a segunda guerra mundial, este jardim serviu de abrigo para animais de circos e de zoologicos itinerantes (que já não existem mais). Após a guerra, os animais acabaram ficando, as instalações foram melhoradas e dois anos após o fim do conflito, o зоопарк (zooparque) começou a operar. Em 1957 houve um trágico incêndio no zoológico e destruiu quase tudo por lá. No ano seguinte o zoo reabriu. Ao longo dos anos o espaço do zoológico foi sendo ampliado e hoje ele é um dos maiores e melhores da Rússia (alguns dizem que é o melhor), sendo a atração principal de Novosibirsk segundo o TripAdvisor

zoo russia muskox novosibirsk
Boi almiscarado
Chegar ao zoológico não é muito difícil, mesmo que ele não fique exatamente no centro da cidade (mas é perto). Localiza-se na ulitsa Timiryazeva 71/1 (улица Тимирязева) e também tem entradas pela ulitsa Jukovskaya (улица Жуковская) e pela ulitsa Narymskaya (улица Нарымская). Nas redondezas há uma estação de metrô chamada Zayel'tsovskaya (Заельцовская). Saindo da estação de trem da cidade, você pode pegar um táxi, Uber ou ir andando (mais ou menos 35 minutos de caminhada). Não há um ônibus exato que passe lá, é preciso pegar dois ou até mais ônibus. A entrada custa 300 rublos, o que dá mais ou menos uns 17 ou 18 reais nesse momento (julho de 2017).

O enorme tigre (tigresa) siberiano e
seu pequeno filhote
Agora falando do zoológico em si, ele é bem grande e mais ou menos linear, ou seja, você vai mais ou menos em uma linha reta e passando por atrações. Mas ele não é todo assim, você precisa se desviar para a direita ou esquerda para ver mais animais diferentes. Como não poderia deixar de ser, lá você pode ver um bom exemplo da fauna siberiana. Mas não se restringe a ela apenas, com animais de outras regiões do mundo, como leões, cangurus e até capivaras.

Posso dizer que entre as maiores atrações locais estão o enorme tigre siberiano, que brincava com o seu filhote. E ele é sim muito colorido e bonito. O boi-almiscarado, uma espécie que é endêmico do Tibete, mas que já foi espalhado para lugares como Sibéria, Alasca e Groenlândia. Não o conhecia e é um animal enorme e muito peludo. O urso polar, na verdade os ursos, porque havia dois lá. É um outro animal muito grande (principalmente as patas) e que parece bonitinho e fofinho nas fotos, mas pessoalmente ele mete medo. Lá há vários felinos, especialmente linces de várias partes do mundo, e, claro, da Sibéria também. Achei bastate curiosa uma raposa toda branca que vi por lá e imaginava que era a raposa do ártico, mas a plaquinha dizia que ela era da Geórgia. Além deles, tem vários outros animais, como lobos, gambás, raposas, macacos, bodes (de Camarões) e outros. Não vi muitos pássaros por lá. O zoológico também tem um terrário com insetos e um enorme aquário para os animais marinhos. Parece que tem até um golfinho, mas não cheguei a vê-lo.

Bom, basicamente é isso. Se um dia você estiver em Novosibirsk, vale a pena dar uma passada pelo zoológico. Se tiver alguma pergunta, é só escrever aqui embaixo. Até mais!
Ler mais »

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Alguém na Rússia quer aprender português?

Olá senhoras e senhores. Apesar de tanto tempo sem escrever (devido ao volume de trabalho), o blog continua vivo e funcionando. 

Rússia (verm.) e lugares que falam português (amar.)
Vou comentar aqui sobre algo que já me perguntaram muitas vezes: os russos se interessam em aprender português?

Como você pode imaginar, no momento a língua estrangeira prioritária para os russos é o inglês. Acho que isso não é novidade nem segredo para ninguém, já que inglês é a lingua franca do mundo atual. No passado, muitas pessoas se interessavam por francês, especialmente a aristocracia do Império Russo (existem casos de aristocratas que nem sequer falavam russo direito, eram educados e falavam francês como sua primeira língua) e o alemão também tinha bastante espaço, por conta do grande número de alemães que sempre viveram em território russo até antes da segunda guerra mundial e por ser uma das línguas da ciência nos séculos XIX e XX. Nos últimos anos o chinês (mandarim) vem ganhando mais espaço também, principalmente pelo estreitamento das relações entre Rússia e China.

Universidade Estatal de Tomsk no começo de dezembro
Mas, e o português? Bom, muitos russos têm ou tiveram seu primeiro contato com o português através das famosas novelas brasileiras que, acredite, são um referencial de produção em outros países. Já me perguntaram se eu já assisti algumas novelas famosas na Rússia como O Clone e, principalmente A Escrava Isaura. Também são transmitidas novelas de outros países da América Latina, como México, Venezuela, Argentina etc, mas pelo que pude entender, as novelas brasileiras são mais valorizadas, pricipalmente por sua qualidade de produção. Já fui parado mais de uma vez na rua e perguntaram se eu falava espanhol. Em uma outra ocasião, estávamos no banco minha esposa e eu, conversando normal, quando de repente apareceu um cara e disse: "Desculpem mas, que língua é essa? É português? Ou espanhol? Eu me sinto numa novela!". Foi um incidente engraçado.

Sapatilha brasileira na Rússia
O que posso dizer é que, pelo que vejo por aqui, as pessoas se interessam por português mais como uma curiosidade, algo exótico. Não diria que os russos estão correndo para aprender português. Alguns estudam a língua para trabalhar com ela no futuro. O maior centro de estudo de português  na Rússia fica em São Petersburgo. Moscou também tem alguns interessados e estudantes. Na Sibéria, o primeiro lugar que começou a ensinar português oficialmente na graduação foi Tomsk, em 2014. A única universidade que oferece o curso de português na região, que eu tenha conhecimento, é a Universidade Estatal de Tomsk, onde eu trabalho.

Entretando, mesmo que o interesse por português não seja enorme, o número de pessoas que querem estudá-lo cresceu. Uma outra mudança é que antes só estudavam português europeu, mas agora o português brasileiro parece mais interessante. Estão aparecendo novos livros e são publicados artigos sobre o assunto. Acho que isso é relacionado com o fato que termos mais contatos com a Rússia hoje em dia. Por exemplo, uns 4 ou 5 anos atrás era difícil de imaginar que você pudesse encontrar algo do Brasil na Rússia. Agora, mesmo nas cidades pequenas, há produtos brasileiros, como sapatos (a foto ao lado foi tirada em uma loja de Voskresensk, pequena cidade na região de Moscou), produtos de limpeza e até já encontrei cachaça (em Kolomna)! No ano passado uma empresa russa que produz bombas de vareta para extração de petróleo nos encomendou um catálogo em português brasileiro para os seus clientes do Brasil. Então, aos poucos nossos países estão se aproximando um do outro e isso traz o interesse pelas línguas e outros aspectos culturais.

Acho que é isso. Espero que tenha conseguido matar a sua curiosidade. Agradeço minha esposa que me ajudou a escrever essa postagem. Até a próxima.
Ler mais »