quarta-feira, 7 de junho de 2017

Alguém na Rússia quer aprender português?

Olá senhoras e senhores. Apesar de tanto tempo sem escrever (devido ao volume de trabalho), o blog continua vivo e funcionando. 

Rússia (verm.) e lugares que falam português (amar.)
Vou comentar aqui sobre algo que já me perguntaram muitas vezes: os russos se interessam em aprender português?

Como você pode imaginar, no momento a língua estrangeira prioritária para os russos é o inglês. Acho que isso não é novidade nem segredo para ninguém, já que inglês é a lingua franca do mundo atual. No passado, muitas pessoas se interessavam por francês, especialmente a aristocracia do Império Russo (existem casos de aristocratas que nem sequer falavam russo direito, eram educados e falavam francês como sua primeira língua) e o alemão também tinha bastante espaço, por conta do grande número de alemães que sempre viveram em território russo até antes da segunda guerra mundial e por ser uma das línguas da ciência nos séculos XIX e XX. Nos últimos anos o chinês (mandarim) vem ganhando mais espaço também, principalmente pelo estreitamento das relações entre Rússia e China.

Universidade Estatal de Tomsk no começo de dezembro
Mas, e o português? Bom, muitos russos têm ou tiveram seu primeiro contato com o português através das famosas novelas brasileiras que, acredite, são um referencial de produção em outros países. Já me perguntaram se eu já assisti algumas novelas famosas na Rússia como O Clone e, principalmente A Escrava Isaura. Também são transmitidas novelas de outros países da América Latina, como México, Venezuela, Argentina etc, mas pelo que pude entender, as novelas brasileiras são mais valorizadas, pricipalmente por sua qualidade de produção. Já fui parado mais de uma vez na rua e perguntaram se eu falava espanhol. Em uma outra ocasião, estávamos no banco minha esposa e eu, conversando normal, quando de repente apareceu um cara e disse: "Desculpem mas, que língua é essa? É português? Ou espanhol? Eu me sinto numa novela!". Foi um incidente engraçado.

Sapatilha brasileira na Rússia
O que posso dizer é que, pelo que vejo por aqui, as pessoas se interessam por português mais como uma curiosidade, algo exótico. Não diria que os russos estão correndo para aprender português. Alguns estudam a língua para trabalhar com ela no futuro. O maior centro de estudo de português  na Rússia fica em São Petersburgo. Moscou também tem alguns interessados e estudantes. Na Sibéria, o primeiro lugar que começou a ensinar português oficialmente na graduação foi Tomsk, em 2014. A única universidade que oferece o curso de português na região, que eu tenha conhecimento, é a Universidade Estatal de Tomsk, onde eu trabalho.

Entretando, mesmo que o interesse por português não seja enorme, o número de pessoas que querem estudá-lo cresceu. Uma outra mudança é que antes só estudavam português europeu, mas agora o português brasileiro parece mais interessante. Estão aparecendo novos livros e são publicados artigos sobre o assunto. Acho que isso é relacionado com o fato que termos mais contatos com a Rússia hoje em dia. Por exemplo, uns 4 ou 5 anos atrás era difícil de imaginar que você pudesse encontrar algo do Brasil na Rússia. Agora, mesmo nas cidades pequenas, há produtos brasileiros, como sapatos (a foto ao lado foi tirada em uma loja de Voskresensk, pequena cidade na região de Moscou), produtos de limpeza e até já encontrei cachaça (em Kolomna)! No ano passado uma empresa russa que produz bombas de vareta para extração de petróleo nos encomendou um catálogo em português brasileiro para os seus clientes do Brasil. Então, aos poucos nossos países estão se aproximando um do outro e isso traz o interesse pelas línguas e outros aspectos culturais.

Acho que é isso. Espero que tenha conseguido matar a sua curiosidade. Agradeço minha esposa que me ajudou a escrever essa postagem. Até a próxima.
Ler mais »